Extracto de raiz de Curcuma (Turmeric) - 60 caps

Novo
Entrega Grátis
filler

O Açafrão-da-Índia (Curcuma longa), em inglês Turmeric e em chinês Jiang Huang, é uma especiaria muito conhecida pelo seu sabor, sendo tradicionalmente usada na cozinh...


Preço:
2.590 MT

O Açafrão-da-Índia (Curcuma longa), em inglês Turmeric e em chinês Jiang Huang, é uma especiaria muito conhecida pelo seu sabor, sendo tradicionalmente usada na cozinha indiana. No Ocidente, os cientistas, além das características organoléticas, reconhecem-lhe também várias propriedades medicinais.

Tradicionalmente, o Açafrão-da-Índia é usado na medicina chinesa e Ayurvédica como uma planta medicinal auxiliar da função hepática, estando também associada a problemas de estômago (gastrites e acidez), ajudando a aumentar a produção de muco e protegendo a mucosa gástrica. A medicina tradicional emprega o Açafrão-da-Índia no tratamento da artrite, obesidade e colesterol elevado, assim como estimulante da digestão.

Os princípios activos do Açafrão-da-Índia são os curcuminóides.
A curcumina é o polifenol responsável pela cor amarela do açafrão e possui as seguintes propriedades: antibacteriana, anti-inflamatória, antiproliferativa e antiangiogénica.


De um modo geral, os curcuminóides têm uma acção colagoga, isto é, estimulam a produção da bílis e o seu fluxo no intestino. Estudos científicos confirmaram a acção efectiva do Açafrão-da-Índia como desintoxicante e estimulante da actividade hepática. Esta acção pode explicar também a sua actividade hipocolesterolémica, uma vez que a síntese da bílis exige um consumo do colesterol. Por outro lado, os curcuminóides aumentam o fluxo da bílis para os intestinos, o que provoca a quebra de gorduras na dieta.


Os curcuminoides têm mostrado em estudos possuir actividade anti-inflamatória considerável, em parte devido à sua habilidade de inibir a síntese de prostaglandinas inflamatórias e por terem uma acção inibitória da enzima óxido nítrico sintetase que, como indica o próprio nome, intervém no processo de síntese do óxido nítrico a partir da L-arginina. O óxido nítrico está implicado no processo inflamatório e cancerígeno, sendo assim a acção dos curcuminoides essencialmente preventiva. De facto, quando comparado com corticoesteroides, o extracto de açafrão tem uma actividade anti-inflamatória idêntica na inflamação aguda e é aproximadamente 50% tão potente como os corticoesteroides em inflamações crónicas.


A investigação científica actual mostra ainda que o açafrão inibe poderosamente bactérias, vírus e fungos patogénicos (incluindo Candida albicans, Candida kruseii e Candida parasilosis).

Actualmente, também se sabe que o açafrão aumenta o teor de glutatião e a actividade da glutationa-Stransferase no fígado. Estas substâncias são protectores chave contra os efeitos nocivos de toxinas e radicais livres.


Alguns estudos científicos atribuem ao Açafrão-da-Índia uma acção anticancerígena, antibacteriana e antifúngica (Candida albicans, Candida Kruseii e Candida parasilosis). A sua acção anticancerígena está relacionada com a capacidade do Açafrão-da-Índia em neutralizar os radicais livres, alguma actividade citotóxica e uma acção ao nível de algumas enzimas envolvidas no processo de carcinogénese. Inibindo estas enzimas, o risco de desenvolvimento de um tumor pode ficar diminuído.

Como suplemento alimentar para adultos, tomar 1 cápsula vegetal por dia, de preferência à refeição, ou segundo indicação do médico ou técnico de saúde.
Não exceder a toma diária recomendada.

Cada cápsula contém:

Extracto estandardizado de raiz de Açafrão-da-Índia (372 mg [93%] de curcuminóides) 
400 mg

Adquirido com

Visualizado Recentemente